Filed in Notícias

Jessica na capa da edição “Power of Women” da Variety

Jessica foi  capa da edição intitulada “Power of Women” da revista Variety, que foi veiculada dia 18 de abril. Leia abaixo a matéria que a Variety fez com a Jessica, traduzida pela nossa equipe.

Como Jessica Chastain Negocia por Igualdade de Remuneração

Jessica Chastain tornou-se uma defensora da igualdade de gênero em Hollywood, desde a ajudar para contratação de mais diretoras mulheres e de um cast feminino, à procura de melhores representações de personagens femininas na telona. Aqui, em uma entrevista com a Variety, a atriz nomeada ao Oscar (“A Hora Mais Escura”, “Histórias Cruzadas”) falou abertamente sobre como ela negocia seus contratos para garantir que seus salários estão a par com seus colegas masculinos.

Jessica Chastain: “Não aceito mais papéis em que serei paga apenas um quarto do salário do ator coadjuvante. Não permito mais que isso aconteça na minha vida.”

Eu lembro de assistir Amy Pascal – isso foi depois do hack da Sony, e ela estava dando uma palestra em algum lugar. Ela disse que parte da razão em que mulheres não são pagas o mesmo valor que pagam aos homens é que elas não pedem por mais; atrizes precisam parar de ser tão agradecidas. Isso realmente me atingiu. Primeiro, eu fiquei muito chateada. E então eu pensei, “Ela está tocando em algo aqui.” Mulheres precisam parar .” As mulheres precisam dar um passo adiante e exigir, pois eles estão bastante compensados pelo seu trabalho.

Você tem uma escala para medir, porque as grandes agências sabem o quanto os atores masculinos estão sendo pagos. Então, quando eles estão negociando, eles devem se sentir capacitados. Eles podem avançar e dizer: “Isto é 2017. Nós não estamos mais fazendo isso.”

“O que faço agora, quando sou chamada para o elenco de um filme, é perguntar sobre o equilíbrio dos salários. Pergunto quanto eles estão me oferecendo em comparação ao ator. Não ligo quanto eu serei paga; estou em uma indústria em que somos bem compensados. Só não quero estar em um set de filmagens em que uma pessoa que faz o mesmo trabalho que eu ganhe cinco vezes mais.”

No passado, o que eu costumava fazer – isso é terrível – um filme iria chegar até mim com uma oferta. Eles  não queria que eu fechasse meu contrato até que eles tivessem contratado o ator masculino. Eles esperavam para ver qual era, e depois vinham me oferecer o que sobrou, mesmo tendo chegado a mim primeiro. Então, parei de aceitar isso. Agora, se alguém chegar até mim e tiver uma oferta, mas quiser que eu espere, eu sou tipo “Tchau.” Se você me quer em seu filme, faça uma cláusula da nação-favorecida. Não determine o meu valor baseado no que sobrou.

Houve algo enorme que recusei recentemente. Para mim, não era sobre o dinheiro; Era um problema antiquado da diferença salarial. Eu recusei, e eles não voltaram. Lembro-me depois que eu estava tipo, “O que eu fiz? Talvez tenha sido um erro. “Mas não foi, porque todos no estúdio ouviram o que eu fiz. Então o que você está fazendo é criar uma reputação: Não traga à Jessica algo onde ela não está sendo justamente compensada em comparação com o ator masculino. Mesmo que eu perdi esse filme, eu criei um limite. Eu desenhei uma linha na areia.
O poder de “não” significa que você está educando as pessoas para aprenderem como te tratar.

Inicio > Photoshoots/ Ensaios fotográficos > Photoshoots > 2017 > Variety

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *